Deus enviou Jesus

Deus enviou Jesus

“Vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei”. (Gálatas 4.4). “Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.”(João 3.17).

A. JESUS FOI ENVIADO POR DEUS

Pelos textos acima entendemos que a vinda de Jesus a este mundo não foi obra do acaso, nem tão pouco fruto das aspirações e engenho humanos. O próprio Deus tomou a iniciativa, devido a grande necessidade humana de salvação. Sem a interferência de Deus, enviando Jesus, não haveria nenhuma esperança para o homem, e toda a raça estaria fadada à condenação eterna. Nasceu no coração de Deus o desejo e a necessidade de enviar Seu Filho ao mundo, visando ajudar a humanidade a encontrar o verdadeiro caminho e o lugar melhor, livrando-a dos males da corrupção que o pecado lhe impôs.

B. PORQUE DEUS ENVIOU JESUS?

Houve um tempo quando Deus disse que os sacrifícios realizados pelos homens não eram suficientes para absolvê-los de seu maior problema – o pecado. Daí a necessidade de alguém capaz de ajudá-los, providenciando a sua salvação. Esta tarefa foi entregue nas mãos de quem poderia, de uma vez por todas, salvar o homem, Jesus Cristo, que aceita de muito bom grado, assumindo todo o ônus que essa missão lhe impunha, como entregar a sua própria vida. O escritor da Carta aos Hebreus descreve isto citando o salmista da seguinte maneira: “Por isso, ao entrar no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste; antes, um corpo me formaste; não te deleitaste com holocaustos e ofertas pelo pecado. Então, eu disse: Eis aqui estou (no rolo do livro está escrito a meu respeito), para fazer, ó Deus, a tua vontade. Depois de dizer, como acima: Sacrifícios e ofertas não quiseste, nem holocaustos e oblações pelo pecado, nem com isto te deleitaste (coisas que se oferecem segundo a lei), então, acrescentou: Eis aqui estou para fazer, ó Deus, a tua vontade.” (Hebreus 10:5-9). Diante do fato de que não havia nada e nem ninguém que pudesse ajudar os homens, então Deus, movido pelo seu grande amor, enviou o Seu precioso Filho, no desejo de que a salvação de todos os homens fosse providenciada.

C. PARA QUE DEUS ENVIOU JESUS?

Em primeiro lugar a Bíblia exaustivamente afirma que Jesus foi enviado para salvar o mundo – “Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” (João 3.17). Em segundo lugar o próprio Jesus declara que Ele veio buscar e salvar o perdido – “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido.” (Lucas 19.10). Em terceiro lugar o Apóstolo Paulo escrevendo aos Coríntios disse que Deus estava, através de Jesus Cristo, reconciliando o mundo consigo – “Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação. De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus.” (2 Coríntios 5.19).

D. QUAL DEVE SER NOSSA RESPOSTA AO ENVIADO DE DEUS?

Claro que nossa primeira resposta é ouvir tudo aquilo que o Enviado de Deus tem a nos contar – “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; a ele ouvi.” (Mateus 17.5). Depois de ouvi-lo, quase que naturalmente a fé em Suas palavras saltará vibrante dentro de nós, levando-nos a crer nele – “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá” (João 11.25). E imediatamente após a estes acontecimentos abriremos a porta de nossa vida para que Ele entre e faça o que veio fazer em nós e por nós – “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.” (Apocalipse 3.20).